Curiosidades da Mona Lisa

Conheça algumas curiosidades sobre o quadro mais famoso do mundo.

Mona Obesa

O pintor Fernando Botero faz a sua versão da Mona Lisa

BARBIE VIRA MONA LISA

A boneca mais famosa do mundo se transforma na Gioconda com seu sorriso...

Grafite de Bansky da Mona Lisa

Bansky, conhecido por obras relacionadas com politica, fez sua Mona Lisa em tempos de guerra

O SORRISO É ILUSÃO DE ÓTICA

Teorias e estudos recentes acreditam que o sorriso é um efeito visual que pode enganar.

O SORRISO É ILUSÃO DE ÓTICA


SORRISO DE MONA LISA
É UMA ILUSÃO DE ÓPTICA

Numa comunicação ao Congresso Europeu de Percepção Visual, que está a decorrer na Corunha, Galiza, a neurobióloga Margaret Livingstone explicou que o sorriso pintado por Leonardo da Vinci desaparece quando se olha directamente para ele e reaparece quando o olhar se fixa noutras partes do quadro.
Na perspectiva desta investigadora da Universidade de Harvard, o artista criou a ilusão ao usar no século XVI, "intuitivamente", um truque que só agora começa a ter base científica.
A teoria de Livingstone apoia-se no facto do olho humano ter uma visão central, muito boa para reconhecer pormenores, e outra periférica, muito menos precisa, mas mais adequada, para perceber as sombras.
"Da Vinci pintou o sorriso da Mona Lisa usando sombras que vemos muito melhor com a nossa visão periférica", afirmou.
Por isso, para ver a Gioconda sorrir é preciso olhar para os seus olhos ou para qualquer outra parte do quadro, desde que os lábios fiquem no campo da visão periférica.
Depois de publicar a teoria de que a expressão se deve ao acto da visão central ter mais alta resolução do que a periférica, a investigadora estuda agora por que razão tantos génios da pintura tinham algum grau de deficiência.

Fonte: Rádio Renascença

O que tem atrás da Mona Lisa


Artista anonimo na web com arte e tecnologia virtual recria o que teria atrás da cabeça da Mona Lisa, pena que o trabalho deixou ela sem cabeça, com uma aura de fantasma, deixando a imagem bizarra. 

Mona Lisa pelada, nua, despida, sem roupa, do jeito que o mundo gosta


'Giocondologia' assume o patamar sexual
A segunda metade da exposição é dedicada ao fenômeno que ficou conhecido por "Leonardismo" ou ainda "Giocondologia" e retrata como o quadro Mona Lisa tornou-se um ícone mundial da literatura, design gráfico e internet na sociedade contemporânea.

 
(Fotos: Museo Ideale Leonardo Da Vinci / BBC)

Mona Lisa versão Islãmica

 Islamismo ou Islã (em árabe: الإسلام, al-Islām) é uma religião abraâmica monoteísta articulada pelo Corão, um texto considerado por seus seguidores como a palavra literal de Deus.Pelos ensinamentos e exemplos normativos de Maomé, considerado pelos fiéis como o último profeta de Deus. Um adepto do islamismo é chamado de muçulmano.

A burca é uma veste feminina que cobre todo o corpo, até o rosto e os olhos. É usada pelas mulheres do Afeganistão e do Paquistão, em áreas próximas à fronteira com o Afeganistão.
O seu uso deve-se ao facto de muitos muçulmanos acreditarem que o livro sagrado islâmico, o Alcorão, e outras fontes de estudos, como Hadith e Sunnah, exigem a homens e mulheres que se vistam e comportem modestamente em público. No entanto, esta exigência tem sido interpretada de diversas maneiras pelos estudiosos islâmicos e comunidades muçulmanas; a burca não é especificamente mencionada no Corão e nem no Hadith. A comunidade religiosa Talibã, que comandou o Afeganistão nos anos 2000, impôs seu uso no país.
Para alguns estudiosos, o Hadith fala de cobrir completamente o corpo das mulheres, enquanto outros interpretam que é permissível deixar o rosto, mãos e ocasionalmente pés descobertos.
O turbante (do persa دلبنت dulband, em turco tülbent) consiste em uma grande tira de pano de até 45 metros de comprimento enrolada sobre a cabeça, e de uso muito comum na Índia, no Bangladesh, no Paquistão, no Afeganistão, no Oriente Médio, no Norte da África, no Leste da África (principalmente no Quênia), no Sul da Ásia e em algumas regiões da Jamaica.
A origem do turbante é desconhecida, mas sabe-se que já era usado no Oriente muito antes do surgimento do islamismo.



Mona Lisa versão Black



Mona - Lisa Simpons

6 Imagens da Lisa sendo retratada como a Gioconda
The Simpsons (Os Simpsons) é uma comédia de situação animada estado-unidense criada por Matt Groening para a Fox Broadcasting Company. A série é uma paródia satírica do estilo de vida da classe média dos Estados Unidos.

Simbolizada pela família de mesmo nome, que consiste de Homer Jay Simpson, Marjorie "Marge" (Bouvier) Simpson, Bartholomew "Bart" Simpson, Elisabeth "Lisa" Marie Simpson e Margareth "Maggie" Simpson. A série se passa na cidade de Springfield e satiriza a cultura e a sociedade estado-unidense, a televisão e vários aspectos da condição humana.
A Menina Lisa, por ter o nome do quadro foi lembrada e retratada de maneira a refletir sobre a contemporaneidade do nome. 
 
 

Mona Lisa - O Filme e não é o sorriso

O filme muito desconhecido que leva o nome do Quadro Mona Lisa. 
Mona Lisa é um filme de 1986 britânico sobre um pequeno criminoso que se envolve na vida perigosa de uma garota de programa de alta classe. O filme foi escrito por Neil Jordan e David Leland, e dirigido por Jordan. Foi produzido pela HandMade Films George Harrison. É estrelado por Bob Hoskins, Cathy Tyson e Michael Caine.
 George, depois de sair da prisão, começa a procurar um emprego, mas seu tempo na prisão tem reduzido sua estatura no submundo do crime.O único trabalho que ele pode encontrar é ser um motorista de Simone, uma garota de programa bonita de alto preço, com quem forma uma relutante em primeiro, e depois afeição real.Apenas Simone está jogando um jogo perigoso, e quando George concorda em ajudá-la, os dois acabam em uma enorme quantidade de problemas com Mortwell, o chefão local.

O filme recebeu críticas positivas reação quando lançado em 1986. O crítico de cinema Roger Ebert escreveu sobre os dois personagens principais "O relacionamento de seus personagens no filme é interessante, porque ambas as pessoas, por motivos pessoais, desenvolveu um estilo que não revela muito." No entanto, Vincent Canby , escrevendo para o New York Times, descartou o filme como "kitsch elegante".

Bob Hoskins foi elogiado por sua atuação e foi premiado com o Globo de Ouro, BAFTA, o Festival de Cannes e outros prêmios. Apesar desta aclamação pesado, ele perdeu o Oscar de Melhor Ator para Paul Newman em A Cor do Dinheiro, uma sequela de The Hustler.

Vik e A doce Mona Lisa de Geleia


Exposição com Mona Lisa feita de Geleia e Manteiga de Amendoim
A exposição de fotografias de Vik Muniz. Vik é um artista plástico brasileiro que trabalha com qualquer material e depois de fazer a sua obra, fotografa-a.
Vik fez duas réplicas detalhadas da famosa Mona Lisa, uma em geleia (na foto dá para ver o pormenor) e outra de manteiga de amendoim. O artista em seus outros trabalhos feitos utiliza também açúcar, xarope, chocolate e restos de comida. Outros ainda em linhaça, fio, arames, pedaços de papel, etc. Para Vik tudo é matéria prima e nada se desperdiça.

Mona Lisa Obesa - Fernando Botero


Mona Lisa Obesa - Fernando Botero
Fernando Botero (Medellín, 19 de abril de 1932) é um pintor e escultor colombiano.Universal arte ícone, um extenso trabalho é reconhecido por crianças e adultos em todos os lugares. É considerado o artista vivo originalmente a partir de hoje mais reconhecido e citado no mundo da América Latina.

Suas obras destacam-se sobretudo por figuras rotundas, o que pode sugerir a estaticidade da humanidade. Percebe-se a sua escultura como uma crítica social, especialmente no que diz respeito à ganância do ser humano.

OBESIDADE
É característica da obra de Fernando Botero dar formas volumosas aos seus personagens, emprestando-lhes sensualidade, exaltação â vida e monumentalidade.

Botero, em intertextualidade com a famosa obra de Jan van Eyck, O Casal Arnolfini, criou a sua releitura do quadro, com formas redondas, assim como fez com a famosa Mona Lisa de Leonardo da Vinci.

“Minha Mona Lisa não é a de Leonardo Da Vinci. Pode-se usar um mesmo tema e criar um quadro totalmente diferente. Aí reside a verdadeira originalidade, tomar emprestados personagens que todos já tenham feito e fazê-los de maneira diferente”. Fernando Botero
 Mona Lisa, 1978. Museu Botero, Bogotá.

A PRIMEIRA MONA LISA
A mais famosa Mona Lisa é a que está acima, mas a primeira Mona Lisa que Botero pintou foi a que está abaixo, mais singela e desconhecida, num momento em que o artista experimentava novas vertentes da arte, antes de ser conhecido por seus personagens obesos.
Fernando Botero, Mona Lisa at the Age of 12, 1959

MONA LISA NUA

Versões de Mona Lisa nua são destaque em mostra na Itália

O objetivo da mostra é discutir "as origens, o sucesso e os mistérios" da Mona Lisa, de acordo com o museu.

Um retrato de uma mulher nua, com as mãos cruzadas, de olhar delicado e sorriso tímido assemelha-se ao quadro mais famoso do pintor Leonardo da Vinci e é um dos destaques de uma nova exposição no Museu Ideale Leonardo Da Vinci, na Itália.


 A exposição Joconde - Da Monna Lisa alla Gioconda Nuda é dedicada a trabalhos inspirados no quadro Mona Lisa. A mostra é dividida em duas partes: uma com obras histórica e outra com peças de arte contemporânea.

A primeira exibe pinturas e desenhos do século 16 ao século 20 inspiradas na Mona Lisa. Algumas destas obras trazem retratos da Mona Lisa nua, mas a que mais se destaca é a citada acima, obra que chegou a ser atribuída a Da Vinci no passado, mas que, segundo especialistas, provavelmente seria de um imitador ou discípulo.


Segundo informações do museu, essa versão da Mona Lisa pertencia ao tio de Napoleão Bonaparte, o cardeal e colecionador Joseph Fesch (1763-1839). Fesch também possuía o quadro São Jerônimo no Deserto - obra do pintor hoje exposta no Museu do Vaticano.

Outros destaques são um pequeno quadro redescoberto nos depósitos da galeria Uffizi, e restaurado para a ocasião, e o Diário, emprestado da Biblioteca Nacional de Nápoles, em que o cardeal Luís de Aragão relata o encontro com o pintor, durante sua visita, em 1517.

'Giocondologia'

A segunda metade da exposição é dedicada ao fenômeno que ficou conhecido por "Leonardismo" ou ainda "Giocondologia" e retrata como o quadro Mona Lisa tornou-se um ícone mundial da literatura, design gráfico e internet na sociedade contemporânea.

O objetivo da mostra é discutir "as origens, o sucesso e os mistérios" da Mona Lisa. Além da exposição, o museu propõe a difícil tarefa de documentar e catalogar todas as Mona Lisas do mundo - do século 16 até os dias de hoje.
Esta versão da Mona Lisa pertencia ao tio de Napoleão Bonaparte, o cardeal e colecionador Joseph Fesch (1763-1939). Fotos: Museo Ideale Leonardo Da Vinci

O objetivo da mostra é discutir "as origens, o sucesso e os mistérios" da Mona Lisa, de acordo com o museu.

Uma das primeiras biografias de Leonardo diz que o modelo Mona Lisa, que inspirou esta outra obra, era a esposa de Francesco del Giocondo.


A Mona Lisa de Leonardo combinou sua pesquisa sobre paisagens, figura humana e expressão facial.

A mostra Joconde - Da Monna Lisa alla Gioconda Nuda permanece em cartaz no Museu Ideale Leonardo Da Vinci, na região da Toscana, até o dia 30 de setembro.

Grafite de Bansky da Mona Lisa


O artista grafiteiro e polemico Bansky, conhecido por nunca revelar o seu rosto e sempre ter obras relacionadas com politica, fez uma bem humorada versão de Mona Lisa, do qual ao invés de estar em vales arborizados agora os tempos são de guerra e uma bazuca tem mais efeito que um sorriso.

Viva MônicaLisa

O desenhista Maurício de Souza a muito tempo lançou um livro de arte para crianças do qual ele pegou diversas obras famosas de vários pintores e recriou com os personagens da turma da Mônica, quem gosta dos gibis, e quem gosta de arte são privilegiados respeitosamente por essa ideia genial de união. Para lançar o livro,    a imagem selecionada foi MONicA LISA. 

Morra Paris Hilton

Artista de ricos faz uma obra acabando com a magia da Mona Lisa ao colocar no lugar o riquinha e sem conteúdo Paris Hilton, mas sorte nossa o fotoshop foi de péssima qualidade e tomará que a imagem não pegue...

Muito Café com Leite faz uma Mona Lisa

Artista maluco, para uma campanha publicitária de uma rede de cafeteria fez a céu aberto uma genial obra com muito café e leite, ora só café, ora só leite, e a mescla dos dois para criar tonalidades que vista de longe formam o quadro mais famoso do mundo.

Mona Estilo Picaso

A Mona Lisa mais uma vez é recriada, agora no estilo do pintor renomado Pablo Picaso, que pintava as pessoas andando envolta delas e remontando as imagens para gerar seus retratos nada convencionais para a época. 

Mona cai no Dominó

Foram utilizados nada mais, nada menos que 4.519 dominós para a recriação do famoso quadro de Leonardo da Vinci: A Mona Lisa.
 

A recriação virtual de como seria a Mona Lisa real



Mona estilo Abaporu


A artista e design de Ambientes Samara Pereira de Araujo lança quadro de Mona Lisa inspirada no quadro do Abaporu. 
Quadro ABAPORU foi realizado pela famosa pintora Tarsila do Amaral, sendo parte integrante do manifesto antropofágico, iniciado na semana de 22 por Mario e Oswald de Andrade. O quadro Abaporu é o termo indígena da língua tupi e significa Aba(homem) poru(gente), artisticamente representa o homem que come gente. 

Mona e seu Ursinho do Mr Bean




PONTO-A-PONTO RECORDE MUNDIAL

O artista Thomas Pavitte transformou uma "brincadeira de criança" em uma excelente obra de arte. Inspirado pela Mona Lisa, ele atingiu o recorde mundial (não oficializado) com o uso de 6.239 pontos para serem ligados para formar a figura "oculta".

Em seu site o artista declara "Um tema comum no meu trabalho é onde eu uso as técnicas básicas para criar peças que parecem ser muito complexo. Dot-to-dot desenhos são uma das formas mais básicas de arte - tudo que você precisa é a habilidade de contar. Com cuidado colocar 6.239 pontos, passei nove horas de conectá-los todos na minha versão da Mona Lisa. Agradecimentos a Leonardo Da Vinci que pintou a Mona Lisa ao longo dos 1503 anos para 1506."

Quanto menor e mais distante é visto, mais se parece com a obra original de Da Vinci.





BANKSY - A ARTE COMO PRODUTO

Cartaz, e mesmo design da capa do filme de Banksy
Em seu filme, Banksy já na capa "Saia pela loja de lembranças (ou recordações)", utiliza a Mona Lisa em um carrinho de supermercado, satirizando que a arte é um produto à venda.

Banksy é o grafiteiro mundialmente conhecido pelo seu teor politico-social, além de ter feito uma nova abertura dos Simpsons com uma linguagem critica a industria cultural, e o artista também é ligado ao mistério de nunca revelar o seu rosto.

Obra de Banksy
Em outra obra, Banksy coloca uma bazuca nas mãos da Mona Lisa, misturando conceitos de feminismo, militancia, a existencia da guerra é tão comum quanto o quadro.
Obra de Mr.BrainWash
  No filme, Banksy conta a história de um maluco de gostava de filmar tudo, e sua saga para filmar o inacessível Banksy, só que o maluco do decorrer das aventuras também se torna "artista" com o nome de Senhor lavagem cerebral (Mr. BrainWash), modificando a pop art a colocando de ponta cabeça. Numa de suas Obras a Mona Lisa é retratada em listras, a sua explicação é que de longe se vê o todo, o produto final, porem vendo de perto só se vê listras, simbolizando o código de barras dos produtos nos supermercados, reforçando a ideia de que a Mona Lisa e a arte em si são produtos capitalistas de uma sociedade consumista.

BARBIE DA MONA LISA

Demorou uns 500 anos, mas alguém conseguiu replicar o sorriso da "Mona Lisa". Não com o efeito "sfumato" de Leonardo Da Vinci, bem longe das 40 camadas de esmalte aplicadas à mão sobre a superfície do quadro.


Estará no rosto da Barbie, em bonecas que chegam às lojas do país em agosto, o mais enigmático sorriso da história da arte. Um pintor chamado Ei Fong, responsável pelo "rostinho da Mona Lisa", conseguiu "capturar perfeitamente" a expressão, de acordo com o material de divulgação dos fabricantes.
Mas, se a cabeça de plástico da reencarnação fica um tanto aquém do efeito descrito por Giorgio Vasari, historiador contemporâneo de Da Vinci, como de "fazer tremer e perder o fôlego qualquer artesão", é um sinal de tempos em que a arte foi tragada pela indústria como um produto banal com lustro de luxo.


FONTE: FOLHA UOL